Destaques, Saúde

26 abr

Hoje é o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão

às 16h58

Também conhecida como pressão alta, essa doença está ligada a hábitos de vida inadequados como sedentarismo, obesidade, estresse, fumo, ingestão excessiva de sal e de bebida alcoólica, e geralmente envolve o sistema circulatório, desde um infarto até um derrame cerebral.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doença afeta mais de 40 milhões de brasileiros adultos, e pode acarretar em outras doenças graves, como cardiopatias e problemas neurológicos. Por isso, é preciso controlar e acompanhar de perto o paciente hipertenso, afinal a doença é silenciosa, não manifesta sintomas aparentes na maioria das vezes.

O QUE FAZER ENTÃO?
O grande engano da maioria é achar que a doença se manifesta apenas em pessoas idosas. Independentemente da idade, depois que se entra na fase adulta, aferir a pressão frequentemente é o melhor a se fazer. E se você tem histórico familiar, mais cuidado ainda! A maior parte dos pacientes diagnosticados como hipertensos desenvolvem a doença em função da sua genética.

A hipertensão é uma doença crônica que não tem cura, mas pode ser controlada. Cerca de 30% dos pacientes que fazem os exames já são hipertensos e não sabem

Uma boa maneira de amenizar a hipertensão é a prática regular de atividades físicas, como inclusive já postamos uma dica de treinamento para isso, AQUI.

Por ser uma doença que se manifesta em diferentes intensidades, influenciando em outras doenças, o mais importante é entender como ela age em cada paciente e, claro, seguir as orientações do médico.

E por falar em tudo isso, há quanto tempo você não mede sua pressão arterial?

Tags: ,

0 Comentários

Faça o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>