Alimentação, Bem-estar, Destaques, Saúde

27 mai

Benefícios de 9 tipos de óleos diferentes

às 17h30

Na hora de cozinhar, a escolha do óleo é importante. Cada um é feito de um ingrediente importante que determina os ganhos e prejuízos para a saúde e também define qual a finalidade de seu uso.

Para auxiliar na sua próxima compra e escolha de seus itens de cozinha, listamos os prós e contras dos óleos e os modos de utilização.

Óleo de uva: rico em vitamina E e ótimo antioxidante, o óleo de uva ajuda na revitalização da pele. Ômega 6 também é um outro nutriente benéfico, pois possui propriedades anti-inflamatórias e cicatrizante. O lado ruim é que, por ser muito adocicado, não agrada a todos pelo paladar.
Utilização: pode ser usado para temperar saladas e até mesmo para frituras, pelo fato de não formar substâncias cancerígenas quando colocado altas temperaturas.

Óleo de semente de abóbora: rico em carotenoides, triptofano e magnésio, é um ótimo antioxidante, com efeito calmante natural que potencializa o sistema imunológico. Não pode ser usado para frituras por ser sensível ao calor.
Utilização: é um ótimo tempero para saladas e em preparações culinárias em geral (menos frituras).

Óleo de oliva: rico em ácidos graxos monoinsaturados, como o ácido oleico, que ajuda a diminuir o colesterol ruim e aumentar o bom colesterol. Também é fonte de antioxidantes que impedem o acúmulo de placas de gorduras nas artérias. Não deve ser utilizado em frituras, apenas em preparações de pratos quentes, onde o calor é controlado.
Utilização: recomendado para molhos de salada e pratos quentes, sempre no final do preparo.

Óleo de canola: é um dos óleos que possui o menor teor de gordura saturada e rico em Ômega 3 e Ômega 6. Porém, a canola é geneticamente alterada para que consiga sobreviver ao plantio, sendo utilizado pesticidas nocivos às plantas e aos seres humanos, pesticidas esses que se depositam nos lipídios da planta, ou seja, no óleo que consumimos.
Utilização: a melhor opção é escolher algum outro tipo de óleo.

Óleo de girassol: rico em vitamina E, ajuda a prevenir doenças como asma, artrite reumatoide e câncer de cólon. Possui ácidos polinsaturados, que podem elevar os níveis de pressão arterial, causando danos renais e podem oxidar e danificar o sangue arterial. Portanto, deve ser evitado.
Utilização: opte por outro tipo de óleo mais saudável.

Óleo de linhaça: é saboroso e possui uma grande concentração de ácidos graxos ômega 3, reduzindo inflamações nas articulações, peles e rins e também os níveis de colesterol. Não pode ser esquentado, sendo ideal para preparações frias.
Utilização: tempero de saladas frias.

Óleo de abacate: rico em beta-sitosterol, gorduras monoinsaturadas, vitamina A e um alto teor de vitamina E. Por conter essas propriedades nutricionais, ajuda a reduzir os níveis de cortisol, hormônio responsável pela compulsão por comer e pelo acúmulo de gorduras na região da barriga.
Utilização: pode ser consumido puro ou utilizado em todos os tipos de preparações culinárias, sendo mais estável em altas temperaturas. O óleo de abacate pode ser utilizado em preparações quentes como refogados e frituras.

Óleo de amendoim: rico em vitamina E e Ômega 6, previne a formação dos radicais livres e o envelhecimento precoce. Possui grande concentração de gorduras monoinsaturadas/insaturadas, que evitam a formação de coágulos, protegendo o coração. Se for consumido em grandes quantidades, pode perder todo o efeito.
Utilização: pode ser usado em frituras, já que é mais resistente do que os outros óleos e azeites, além de não engrossar, não soltar fumaça e não escurecer durante a fritura.

Óleo de coco: possui propriedade antiviral, antifúngica e antibacteriana, contendo triglicerídeos de cadeia média, que são de fácil absorção e não acumulando na forma de gordura. Como pode ser metabolizado no fígado, quem tem doença hepática deve evitar o seu consumo.
Utilização: é ideal para ser utilizado em saladas e preparações quentes, visto que é resistente a altas temperaturas e não sofre deterioração.

Tags: , , , ,

0 Comentários

Faça o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>