Destaques

05 fev

Perigos do sedentarismo

às 11h46

Todos nós sabemos que realizar atividades físicas traz benefícios a saúde, mas nem todos praticam. É importante ressaltar a importância deste assunto por causa do sedentarismo. Considerado uma doença, o sedentarismo é a falta ou a diminuição da atividade física. Ficar sem se exercitar pode causar vários tipos de problemas, principalmente os ligados ao sistema cardiovascular.

Além de atingir órgãos vitais como coração, rins e cérebro, o sedentarismo impacta diretamente na saúde dos músculos e ossos, que se tornam mais frágeis por ficarem literalmente “sem uso”, atrofiando, perdendo a flexibilidade e comprometendo a saúde como um todo.

O conceito de uma pessoa sedentária tem relação com a quantidade de calorias que ela gasta semanalmente, seja em atividades esportivas ou nas tarefas do dia a dia. Para ser considerada uma pessoa ativa é preciso queimar 2.200 calorias por semana (cerca de 300 calorias por dia).

Quando falamos de atividade física, não é necessariamente prática de esportes ou exercícios de musculação. Pode ser a caminhada até o trabalho, a subida de alguns degraus nas escadas e até esforços físicos do dia a dia como quando uma dona de casa faz a faxina.

Os riscos do sedentarismo são muitos, podendo causar até a morte através dos problemas desenvolvidos. Obesidade, pressão alta, diabetes, aumento do colesterol, infarto, derrames, depressão, doenças articulares, são algumas das doenças as quais um indivíduo sedentário está sujeito.

Portanto, se você se encaixa nesse perfil que não pratica nenhum tipo de atividade física, é hora de mudar seus hábitos!
Comece devagar, com leves esforços físicos para ir se acostumando. Com o tempo vai perceber o quão saudáveis são os benefícios de uma pessoa ativa.

Tags: , , ,

0 Comentários

Faça o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>