Arquivos do Blog

Bem-estar, Destaques, Esporte, Saúde

Os esportes individuais, como a corrida, para que haja um bom desempenho é necessário que o estado mental do participante esteja focado e preparado, principalmente em grandes distâncias, evitando a fadiga e até mesmo a desistência. A parte psicológica do atleta é, muitas vezes, mais importante que o parte física.

Fonte: Trigilidas

Para que essa habilidade de concentração seja desenvolvida, a ioga é uma ótima opção. Ela induz o atleta a estados diferentes de consciência, internalizando as energias envolvidas nesse processo de atenção. O princípio desta atividade de meditação é estar totalmente dedicado a executar os movimentos em que o foco deve ser voltado ao interior.

O treinamento desses direcionamentos da mente pode ajudar em objetivos maiores, como correr uma maratona, por exemplo. Além de poder ser transportado para outras áreas, ajudando na resolução de conflitos pessoais ou no trabalho, por meio do equilíbrio desenvolvido no ioga.

Fonte: Educação Física

Tags: , , , ,

Bem-estar, Destaques, Esporte, Saúde

Novas pesquisas apontam que o desempenho dos atletas durante os treinos varia de acordo com o relógio biológico e não com o horário externo, como diziam as antigas pesquisas, que mostravam que quem treina logo cedo ou no início da noite tinham melhores resultados.
Este estudo diverge da ideia de que o que importa é a hora do dia em que a atividade física ocorre e converge para o horário biológico de cada atleta.

Os resultados apontaram que os que acordam muito cedo e os com perfil intermediário tinham curvas de desempenho muito parecidas ao longo do dia, chegando ao ápice da performance após 5 ou 6 horas depois de acordarem. Já os que dormem muito tarde e acordam mais tarde, demoravam cerca de 11 horas para atingir o pico.

Lembrando também que o relógio biológico de cada um é modificável, por exemplo, acordar cedo pode virar um hábito depois de um certo tempo, apesar de ser pouco agradável para alguns.

Fonte: Vogue

Tags: , , ,

Bem-estar, Destaques, Saúde

O efeito sanfona é um dos principais pesadelos das pessoas que estão em busca do corpo perfeito ou até perder peso. Trata-se de um efeito em que você permanece magro por um tempo e, de repente, volta a engordar tudo de novo. E o pior de tudo: o efeito é uma espécie de círculo vicioso que afeta o psicológico do indivíduo, já que isso faz com que ele se sinta desanimado e desmotivado.

Confira abaixo as dicas do portal Sua Corrida e saiba como evitar isso:

1 – Mude o estilo de vida: coloque na cabeça que isso é uma decisão eterna – é muito mais do que fazer dieta para perder peso por algum tempo;

2 – Rompa com velhos hábitos: pense que eles só trouxeram prejuízo e assuma novos comportamentos que, com o tempo, irão se tornar hábitos saudáveis e automáticos;

3 – Procure um nutricionista: o profissional especializado pode prescrever uma reorientação nutricional compatível com o seu estilo de vida, a sua realidade, as suas necessidades e preferências. Você precisa reaprender a comer;

4 – Assuma a responsabilidade por seu emagrecimento: você é a principal interessada em perder peso. Emagreça por você, para se sentir bem – e não para agradar o namorado, para a festa de formatura da prima ou porque a moda pede um corpo enxuto;

5 – Elabore um plano de ação e coloque-o em execução: a maioria das pessoas arranjam uma série de desculpas para adiar o início do processo, até porque mudanças assustam. Mas prorrogar a decisão é piorar a situação – é sentir-se derrotado sem ter lutado. Troque a lamentação por ação agora mesmo!

6 – Estabeleça metas realistas: não pense “vou perder 10 quilos em um mês” ou “vou correr 15 km amanhã”. Metas inviáveis levam à frustração;

7 – Tire a motivação de dentro de você: errou? Corrige. Caiu? Levanta. Insucesso não é fracasso, é oportunidade de aprender alguma coisa. Seja feliz para emagrecer, não espere emagrecer para ser feliz;

8 – Seja flexível: nem tudo sairá conforme previsto. Haverá, sim, situações imprevisíveis no meio do caminho. Por isso, tenha um plano B para as circunstâncias que não podem ser previstas;

9 – Desenvolva sua autoestima: você merece ser feliz e obter o resultado desejado. Seja sua melhor amiga ou uma boa mãe para si mesma. Ame-se incondicionalmente. Tolere suas imperfeições, mas tente corrigi-las. Antes de dar desculpas absurdas para comer mais, pergunte-se: “será que vai ser bom para mim?”.

Tags: ,